Português English

Edvaldo Cabral: Nuances

Edvaldo Cabral: Nuances

 


Nuances com Jaelson Farias

(Texto extraído da introdução à partitura publicada:)

Com a composição de Nuances, Edvaldo Cabral quis prestar uma homenagem aos tempos que, por assim dizer, antecedem os inícios da Bossa Nova. Melodias marcantes, sentimentais, de profunda beleza, com um certo ar de boemia, de caráter improvisativo, com tempo rubato, ritmo livre nos acompanhamentos, harmonias jazzísticas: são algumas características que nos vêm em mente ao considerá-la.

Nuances foi escrita em 1995, originalmente para violão de sete cordas. Se bem que o compositor já utilizava esporadicamente o violão comum na sua execução, a versão definitiva para 6 cordas só surgiu por volta de 2001, apontando pouquíssimas diferenças em relação à original.

Por estar escrita de forma muito violonística e idiomática, como na maior parte das peças de Cabral, Nuances não oferece maiores dificuldades na execução, tornando-se uma contribuição valiosa e muito bem vinda ao repertório do violão.

Napoleão Costa Lima
Recife, dezembro de 2004

Links relacionados:


Edvaldo Cabral: Toada e Baião

Edvaldo Cabral: Frevo

Edvaldo Cabral: Toada e Xaxado

Vida e Obra de Edvaldo Cabral por Napoleão Costa Lima

Lista de Obras de Edvaldo Cabral (com exemplos de audio)